Conjunções

Apostila sobre conjunções coordenativas e subordinativas.

1. Conjunções Coordenativas

Estabelecem uma coordenação entre duas palavras, locuções ou orações de mesmo valor:
André e Filipe correm. (duas palavras)
A maior parte dos homens ou a maior parte das mulheres. (duas locuções)
Os alunos eficientes lêem e escrevem muito. (duas orações)
Podemos esquematizar assim as conjunções coordenativas.

ESPÉCIES DE CONJUNÇÕES COORDENATIVAS

ADITIVA: Estabelecem coordenação e exprimem ... adição e correlação: e, nem, nem ... nem, não só ... mas também, etc.
Exemplos:
Não só leio mas também escrevo.
Correu e lutou bastante.

ADVERSATIVAS: contraste e compensação: mas, porém, contudo, todavia, no entanto, entretanto, senão, etc.
Exemplos:
Saiu, mas não foi ao banco.
Ele lê bastante, todavia não se concentra.

ALTERNATIVAS:Alternância e correlação: ou, ou ... ou, ora ... ora, já ... já, quer ... quer, seja ... seja, umas vezes, etc.
Exemplos:
Ou sai você ou (saio) eu.
Quer leia, quer escreva, está sempre aprimorando sua linguagem.

CONCLUSIVAS: Conclusão, conseqüencia: logo, pois, portanto, por isso, por isto, por conseguinte, assim, etc.
Exemplos:
Ele estudou, por conseguinte terá um futuro bem-sucedido.
Não previu nada, por isso esqueceu a mala.

EXPLICATIVAS: Explicação e esclarecimentos: que, porque, porquanto, etc. (Se que e porque tiverem valor subordinativo, passam a ser conjunções causais).

2. Conjunções Subordinativas

Subordinam uma oração a outra, ou a um termo da oração. Uma oração é princpal e a outra é subordinada.

Espero que me compreendas.
Or. Principal           Or. Subordinada

As conjunções subordinadas se dividem em integrantes e adverbiais.

1. INTEGRANTES: são as que introduzem orações subordinadas substantivas, ou seja, as que exercem as mesmas funções que o substantivo. Resume-se em duas: que e se.
a) que - para uma afirmação certa: Desejo que sejas feliz.
b) se - para uma afirmação incerta: Não sei se devo revelar-lhe o segredo.

2. ADVERBIAIS: são as que, exprimindo diferentes circunstâncias, podem ser assim esquematizadas:

ESPÉCIES DE CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS:

CAUSAIS: Exprimem circunstâncias de ... Causa: porque, visto que, como, uma vez que, já que, etc.
Exemplos:
O aluno vibrou porque a nota foi excelente.
Já que viste, fica para a festa.

COMPARATIVAS: comparação: como, mais ... (do) que, menos ... (do) que, tão ... como, tanto ... quanto, tão ... quanto, assim como, etc.
Exemplos:
Numa sala de fumantes há menos oxigênio do que fumaça.
O policial agiu mais rápido que o assaltante.

CONCESSIVAS: concessão: embora, ainda que, mesmo que, se bem que, posto que, conquanto, apesar de que, etc.
Exemplos:
Embora não fosse gênio, conseguiu grandes realizações.
Apesar de analfabeto, entende de mecânica.

CONDICIONAIS: Exprimem circunstâncias de ... condições: se, caso, sem que, se não, uma vez que, a não ser que, exceto se, a menos que, contanto que, salvo se, etc.
Exemplos:
A passeata só será adiada se chover.
Caso todos estejam de acordo, iniciaremos a reunião às oito horas.

CONFORMATIVAS: Exprimem circunstâncias de conformidade: conforme, consoante, como, segundo, que (= conforme), etc.
Exemplos:
Consoante a última pesquisa, o custo de vida baixou.
A ECO-92 foi um sucesso, segundo os repórteres.

CONSECUTIVAS: Exprimem circunstâncias de ... consequência: de sorte que, de modo que, sem que, senão, tão (tanto, tamanho, tal) ... que, etc.
Exemplos:
O susto foi tamanho que ela caiu desmaiada.
O leitor não passava de três palavras sem que gaguejasse.

FINAIS: Exprimem circunstâncias de finalidade: para, para que, a fim de que, que (= para que), de modo que, de forma que, de sorte que, etc.
Exemplos:
Deus criou os homens para que sejam felizes.
Anda com prudência, a fim de compensares a imprudência dos outros.

PROPORCIONAIS: Exprimem circunstâncias de ... proporsão: à proporção que, à medida que, quanto mais ... tanto mais, ao passo que, etc.
Exemplos:
À proporção que perdoaes, serás perdoado.
O meio ambiente é agredido à medida que o progresso avança.

TEMPORAIS: Exprimem circunstâncias de ... tempo: quanto, enquanto, assim que, logo que, desde que, até que, mal, apenas, sem que (= antes que), etc.
Exemplos:
Mal ele abria a boca, todos riam.
Morreu sem que viajasse para a Europa.
Assim que o vi, corri para abraçá-lo.

LOCUÇÃO CONJUNTIVA

É o conjunto de duas ou mais palavras com valor de conjunção.
Geralmente, é constituída de que, precedido de advérbios, preposições ou particípios.
Exemplos: ainda que, se bem que, posto que, desde que, já que, contanto que, à medida que, etc.

As locuções conjuntivas também se classificam de acordo com as circunstâncias que exprimem. Veja:
Ainda que todos estejam presentes fisicamente, alguns continuam vagando no espaço etéreo. (ainda que: locução conjuntiva concessiva)





Início    Quem Somos    Sobre o Site    Perguntas Frequentes    O que é Vestibular Seriado    Fale Conosco