Modernismo

Questões elaboradas pelo próprio professor.

01 - ( Alexandre Santos 2003 ) Julgue as afirmações, considerando o comentário a seguir:

“O narrador localiza sua história em uma fazenda no município de Viçosa, Alagoas, na zona da mata nordestina. O tempo cronológico da narrativa estende-se por um período de cinco anos e coincide com a época da criação dos grandes latifúndios e a crise política desencadeada pela revolução de 3 de outubro de 1930, com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder. Nesse contexto, tanto o tempo como o espaço apresentam-se como elementos significativos dentro do desenvolvimento do conflito vivenciado por Paulo Honório e Madalena, cujos temperamentos contrastantes - ele, dominador e possessivo, reacionário "de direita"; ela, meiga, bondosa e "socialista" - levam o casamento a um desfecho tão trágico e infeliz. Dessa forma, o espaço natural, amplo e aberto da fazenda, com grandes áreas plantadas e em constante movimento de expansão das terras (haja vista o conflito por limites e cercas), contrasta com o enclausuramento gradativo de Paulo Honório, que se vai fechando pouco a pouco aos contornos da casa grande, aos quartos, à mesa solitária onde ele reflete sobre a vida e dedica-se à escritura de seu livro. Não aparecem registros sobre o tempo que demandou ao narrador essa tarefa (dias, semanas, meses?), mas essa vivência interiorizada - ou tempo psicológico - reveste-se de importância e intensidade. Os fatos de sua vida pregressa são retomados por "flashes" da memória e apresentam-se freqüentemente contaminados pela sua situação presente de derrotismo e tristeza.”


0 0 - Este comentário – “Os fatos de sua vida pregressa são retomados por "flashes" da memória e apresentam-se freqüentemente contaminados pela sua situação presente de derrotismo e tristeza” – que se refere a Paulo Honório pode ser aplicado também ao narrador de Coivara da Memória.


1 1 - Ao escrever sua história, o narrador de São Bernardo o faz de memória, o que acontece também no romance Coivara da Memória, mas o memorialismo de ambos os aproxima de Fogo Morto, que, embora escrito em terceira pessoa, possui também um tom memorialista.


2 2 - Em São Bernardo é evidente a intertextualidade com a História do Brasil, mas o comentário não tem consistência, quando se refere ao conflito de Paulo Honório e Madalena, que, no romance, deve-se a causas afetivas-amorosas, já que por amar demais, Paulo Honório revela-se inseguro quanto ao amor da professora.


3 3 -  O comentário em negrito e destacado acima apresenta uma interpretação verdadeira sobre a interação personagem-espaço, em São Bernardo, o que se assemelha à situação do escrivão narrador em Coivara da Memória em que escreve enclausurado no seu próprio ambiente de trabalho por estar preso.


4 4 - O comentário faz referência ao romance São Bernardo de Graciliano Ramos narrado em primeira pessoa por Paulo Honório, que em alguns aspectos assemelha-se a Dom Casmurro, como por exemplo, os impulsos psicológicos que levam ambos a escrever motivados pelo adultério do qual foram vítimas.

 

02 - ( Alexandre Santos 2003 ) Julgue as afirmações:


0 0 - A semana de Arte Moderna (1922), expressão de um movimento cultural que atingiu todas as nossas manifestações artísticas, surgiu de uma rejeição ao chamado colonialismo mental, pregava uma maior fidelidade à realidade brasileira e valorizava sobretudo o regionalismo. Com isto pode-se dizer que o romance regional assumiu características de exaltação, retratando os aspectos românticos da vida sertaneja.


1 1 - A primeira fase do movimento modernista no Brasil foi marcada por um comportamento iconoclasta; a utilização do poema-piada, da liberdade de expressão, do coloquialismo na linguagem literária atestam certo nível de irreverência típica dessa fase. Desenvolveu-se, também, a preocupação de valorizar nossa tradição artística, sobretudo teve início um verdadeiro trabalho de retomada crítica da nossa produção literária do passado.


2 2 - Carlos Drummond de Andrade é um poeta que fala com humor e ironia da mediocridade da "vida besta" que preside o cotidiano e cuja obra (A rosa do povo, Claro enigma) é marcada por vigoroso espírito de síntese e pelo sentido trágico da existência.


3 3 - Moderno e versátil, Vinicius de Moraes compõe, com mestria, tanto letras para canções populares como poemas dentro dos mais estritos padrões clássicos. Já Cecília Meireles caracterizou sua poesia pela constante sugestão de sombra, identificação e ausência; mas soube também incorporar a matéria histórica, em uma de suas mais importantes obras.


4 4 - A obra de Jorge Amado, em sua fase inicial, aborda o problema da seca periódica que devasta a região da pecuária do Piauí; a decadência da aristocracia da cana-de-açúcar diante do aparecimento das usinas e a luta pela posse de terras na região cacaueira de Ilhéus.

03 - ( Alexandre Santos 2003 ) Julgue as afirmações:


0 0 -  Quanto a aspectos da atividade literária, José Lins do Rego e Jorge Amado destacaram-se como contadores de histórias, em que o homem simples do Nordeste, com seus defeitos e virtudes, é personagem constante em seus romances, mas foram também combatidos, por determinados setores da crítica, pela utilização, em inúmeras passagens de seus romances, de uma linguagem marcadamente coloquial.


1 1 - Fazendo um paralelo entre Os sertões, de Euclides da Cunha, e Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa, pode-se afirmar que em ambas as obras predomina o espírito cientifico, sendo analisados aspectos da realidade brasileira; têm por cenário o sertão do Brasil setentrional, sendo numerosas as referencias à flora e à fauna e têm como principal objetivo denunciar nosso subdesenvolvimento, revelando a miséria física e moral do homem do sertão.


2 2 - Estes versos - “Vão demolir esta casa./ Mas meu quarto vai ficar,/Não como forma imperfeita /Neste mundo de aparências/ Vai ficar na eternidade,/Com seus livros, com seus quadros,/ Intacto, suspenso no ar!” – pertencem pela sua temática a Manuel Bandeira, poeta que recorda o seu passado infantil e familiar em sua cidade natal, Recife, capital de Pernambuco.


3 3 - A obra de Lima Barreto é importante dentro do contexto do Pré-Modernismo, entretanto, seu maior defeito reside no fato do autor recuperar algumas teses naturalistas, como o homem determinado pela sua condição racial, o que revela o caráter racista, não somente do autor, mas também de sua obra, como atesta o romance Recordações do Escrivão Isaías Caminha.


4 4 - O comentário a seguir - “De uma maneira geral, a diversidade de tendências iria revelar-se mais claramente no terceiro momento do Modernismo. A exploração das potencialidades expressivas da língua portuguesa foi impondo como aspecto mais relevante para a criação literária. Assim, o período marcou-se pelo relativo desapego às circunstâncias exteriores e pela valorização do que é acentuadamente literário: a palavra, o significante, o texto.” – pode ser comprovado com as obras de Guimarães Rosa e João Cabral de Melo Neto.





Início    Quem Somos    Sobre o Site    Perguntas Frequentes    O que é Vestibular Seriado    Fale Conosco