Sistema Excretor e Sistema Genital

Apostila de dois importantes sistemas que compõe do corpo humanos.

Sistema Excretor

Introdução

  • Excreção: principal mecanismo homeostático dos animais => mantém organismo em condições de normalidade, especialmente em relação ao equilíbrio de sais e de água e à remoção de excretas nitrogenadas;
  • Mecanismos excretores removem substâncias tóxicas (excretas nitrogenadas) ou eliminam substâncias em excesso (água e sais minerais);
  • Controles hídricos e de sais – osmorregulação;
    Obs: excretas – substâncias que passam pelo interior das células antes de serem eliminadas;

Tipos de excretas nitrogenadas

  • Resultante do metabolismo das proteínas e dos ácidos nucléicos;
  • Aminoácidos e nucleotídeos em excesso sofrem desaminação – remoção do grupo amina, que é transformado em amônia (NH3);
    • Vegetais – amônia pode ser reaproveitada para produzir novos aminoácidos;
    • Animais - tende a se acumular e tornar-se tóxica;
  • No fígado, a amônia pode ser transformada em uréia ou em ácido úrico;
  • Excreção predominante de um desses tipos de excretas está relacionada ao ambiente em que o animal vive;
  • Animais amoniotélicos => excretam amônia => muito tóxica e muito solúvel em água – necessita de grande disponibilidade água;
  • Animais ureotélicos => excretam uréia => menos tóxica que a amônia, podendo ser eliminada de forma mais concentrada, economizando água;
  • Animais uricotélicos => excretam ácido úrico => insolúvel em água, podendo ser acumulado.

Sistema urinário

  • Funções do sistema urinário
    • Eliminação de excretas nitrogenadas;
    • Reabsorção de substâncias úteis;
    • Regulação do volume de água no corpo;
    • Secreção de potássio.

Componentes

  • Sobre eles estão as glândulas endócrinas suprarenais;
  • Envoltos por 3 camadas de tecido: fáscia renal, cápsula adiposa e cápsula fibrosa;
  • Região externa: córtex => onde estão os néfrons (unidades filtradoras de sangue);
  • Região central: medula renal => onde estão as pirâmides renais (agrupamentos de ductos que coletam a urina formada nos néfrons);
  • Os ductos desembocam na papila renal, que são envolvidas por estruturas chamadas cálices menores, que se reúnem e formam cálices maiores;
  • Reunião de cálices maiores => pelve renal => onde é lançada toda a urina produzida pelo rim.
  • Unidade morfofuncional;
  • Formado pelo corpúsculo renal (cápsula e glomérulo) e pelo tubo néfrico (túbulo contorcido proximal, alça néfrica e túbulo contorcido distal)
  • Cápsula renal: expansão de uma extremidade do néfron, no interior da qual situa-se o glomérulo renal (capilar);
  • Glomérulo renal: novelo de capilares associados com a parede interna da cápsula renal, ligado a uma arteríola proveniente da artéria renal;
  • Túbulo contorcido distal desemboca no ducto coletor;
  • Ductos coletores levam a urina até a papila renal => cálices menores => cálices maiores => pelve renal;
  • Ureteres: tubos que conduzem a urina da pelve renal à bexiga urinária => movimentos peristálticos;
  • Bexiga urinária: bolsa muscular que armazena urina;
  • Uretra: tubo que comunica a bexiga urinária ao meio externo
  • Homem: comum ao sistema urinário e reprodutor
    Uretra prostática: nela desembocam ductos ejaculatórios e ductos prostáticos;
    Uretra membranosa: possui diafragma urogenital;
    Uretra esponjosa: nela desembocam ductos das glândulas bulbouretrais; abre-se pro exterior
  • Mulher: exclusiva do sistema urinário.
Rins e vias urinárias (par de bacinetes – pelves renais – , par de ureteres, bexiga urinária e uretra);

Sistema Urinário

1.1. Rins
Rim

a) Néfrons (nefrônios)
Néfrons

1.2. Ureteres, bexiga urinária e uretra
  • Fisiologia
    • Rins filtram o sangue, removendo uréia, sais, ácido úrico e outras substâncias em excesso;
    • Sangue chega ao rim pela artéria renal => arteríolas aferentes => cada uma delas penetra na cápsula renal de um néfron e forma o glomérulo renal;
    • Sangue vindo das artérias renais penetra nos capilares do glomérulo sob alta pressão => saída do filtrado glomerular (urina inicial) pra cápsula renal – filtração;
    • Urina inicial (água, uréia, glicose, aminoácidos, sais) => passa da cápsula para o túbulo renal;
    • No túbulo contorcido proximal ocorre a reabsorção dessa solução, de grande parte da água e de outras substâncias => em condições normais, toda a glicose, todos os aminoácidos e vitaminas e grande parte dos sais retornam ao sangue;
    • Alça néfrica (de Henle): principalmente reabsorção de água;
    • Túbulo contorcido distal: suas células absorvem ativamente dos capilares proximais substâncias indesejáveis (ácido úrico e amônia) e lançam na urina em formação;
    • Ao fim do percurso pelo túbulo do néfron o filtrado glomerular transformou-se em urina;
    • No ducto coletor ocorre mais reabsorção de água, finalizando a produção de urina;
    • Cada ducto coletor recebe a urina de vários nefros e numerosos ductos coletores levam-na para a pelve renal, que a conduz pelos ureteres à bexiga, onde fica armazenada até ser eliminada pela uretra;
    • Capilares que reabsorvem substâncias úteis dos túbulos renais originam-se pela ramificação da arteríola eferente pela qual o sangue deixa a cápsula renal => capilares => vênula => veia renal;
    • Cor amarela => urobilina => degradação de hemácias velhas;
  • 2.1. Formação da urina

    Controle hormonal

    • Reabsorção de água: controlada pelo ADH => sintetizado no hipotálamo e armazenado na hipófise;
    • ADH atua sobre túbulos renais => aumento da reabsorção de água do filtrado glomerular;
    • Presença de álcool inibe ADH => estimula diurese;
    • Aldosterona: produzida pelas glândulas supra-renais - controla quantidade de sódio no sangue.

    Sistema Genital

    Masculino

    Sistema Genital Masculino

    • Composição
      • 2 testículos alojados na bolsa escrotal e 2 epidídimos;
      • 2 ductos deferentes e 2 ductos ejaculatórios;
      • Uretra, pênis e glândulas anexas (próstata, 2 vesículas seminais e 2 glândulas bulbouretrais);
    • Testículo: produz espermatozóides que ficam armazenados no epidídimo;
    • Pênis: tecidos esponjoso e cavernoso (espaços que enchem de sangue e permitem a ereção);
    • No ducto ejaculatório os espermatozóides recebem das vesículas seminais uma secreção fluida;
    • A próstata libera uma secreção leitosa e alcalina que é incorporada ao fluido seminal, constituindo o sêmen;
    • Na uretra, o sêmen recebe uma substância mucosa lubrificante secretada pelas glândulas bulbouretrais.
  • Feminino

    Sistema Genital Feminino

    • 2 ovários: formam os ovócitos, produzem hormônios sexuais femininos (estrógeno e progesterona);
    • 2 ovidutos;
    • Útero: onde ocorre o desenvolvimento embrionário e cuja parede descama na menstruação;
    • Vagina: recebe o pênis e serve de canal de saída para menstruação e bebê;
    • Vulva: formada pelos grandes e pequenos lábios, pelas aberturas da vagina e da uretra e pelo clitóris;
    • Gameta feminino: ovócito II => ainda não terminou a meiose, está em metáfase interrompida => quando é liberado do ovário:
      • Se não houver fecundação: ovócito II degenera e parede interna do útero (endométrio) descama;
      • Se houver fecundação na tuba uterina: espermatozóide penetra no ovócito II => finalização da meiose => óvulo => fusão de núcleos => zigoto => vai para o útero => nidação.


  • 

    Início    Quem Somos    Sobre o Site    Perguntas Frequentes    O que é Vestibular Seriado    Fale Conosco