Origem da Vida

Conteúdo retirado da dica 01 do livro '100 Dicas de Biologia'.

Dica 01

* retirado do livro '100 Dicas de Biologia'

 

Origem da Terra (4,5 bilhões de anos) : A hipótese mais aceita é a de que ela tenha surgido a partir de uma nuvem de gás e poeira cósmica surgida após o Big-Bang. A temperatura da terra era altíssima e as descargas elétricas eram fonte de energia para promover a Evolução Química e originar a vida. Vale lembrar que existem 3 proposições sobre a origem da vida: A Criação Divina; A Origem extraterrestre (panspermia) e Evolução Química.

Origem da Vida (3,5 bilhões de anos): A teouria de Oparin e Haldane afirma que a partir dos gases da atmosfera primitiva (CH4, NH3, H2, CO2 e vapor d'água) surgiram moléculas orgânicas -> coacervados -> ser vivo nos oceanos.

Miller e Fox consolidaram a teoria supracitada, este aquecendo aminoácidos e formando proteína, aquele realizando um experimento simulando o passado.

A hipótese heterotrófica diz que os primeiros indivíduos eram anicelulares (procariótico), heterótrofos que se alimentavam por absorção de nutrientes do meio. Realizavam fermentação alcoólica anaeróbica com liberação de energia + CO2, depois surgiram os seres autótrofos fotossintetizantes (libera O2) e, por fim, seres com respiração aeróbica (libera energia + CO2). Essa sequência evolutiva dos processos biolóficos realizados pelos seres vivos permitiu mudanças na atmosfera atual.

Por outro lado, a hipótese autrófica vem ganhando apoio e a sequência seria: seres autótrofos quimiossintetizantes -> fermentadores -> fotossintetizantes -> respiração aeróbica.

Experiência de Miller

De olho no Enem

Os primeiros seres vivos na terra eram muitos simples e não tinham capacidade de produzir seu próprio alimento, fazendo então das substâncias orgânicas preseten no meio o principal substrato de alimento. Para extrair energia desses alimentos, por causa de sua natureza simples, utilizavam processos químicos de baixa complexidade (fermentação), este argumento valida a hipótese heterotrófica.

Um argumento que valida a hipótese autrófica é que no ambiente terrestre primitivo não havia moléculas orgânicas em qualidades suficientes para sustentar os primeiros seres vivos. Assim, foram selecionados os seres que possuiam capacidade de gerar seu próprio alimento através de reações químicas simples como sulfeto de ferro e gás sufídrico, presentes na crosta terrestre.

O gráfico expressa uma hipótese da evolução dos organismos na terra, desde o surgimento dos unicelulares procariontes heterótrofos até os dias atuais. Observe que todo O2 inicialmente produzido pela fotossíntese se combinou com o íon ferroso, e por isso, não houve aumento imediato no nível de O2 atmosférico. Quando o íon ferroso se esgotou, o acúmulo de O2 modificou as condições ambientais e favoreceu os organismos aeróbicos.

Hipótese da Evolução dos Organismos





Início    Quem Somos    Sobre o Site    Perguntas Frequentes    O que é Vestibular Seriado    Fale Conosco